Oferta!

Guia de Referência Grego Lexical

R$ 75.00

A língua grega tem uma longa e rica história que se estende desde o século XIII a.C. até o presente. A forma mais antiga da linguagem é chamada de “Linear B”.
A forma do grego usada por escritores de Homero (século VIII a.C.) até Platão (século IV a.C.) é chamada Grego Clássico. Era uma forma maravilhosa da linguagem, capaz de expressão exata e nuances sutis. Seu alfabeto foi derivado dos fenícios. O Grego Clássico existia em muitos dialetos, dos quais três eram primários: dórico, eólico e iônico.
À medida que a língua grega se espalhou pelo mundo e conheceu outras línguas, foi alterada, o que acontece com todas as línguas. Os dialetos também interagiam entre si. Eventualmente, esta adaptação resultou no que chamamos de grego koiné. Koiné significa “comum” e era a forma cotidiana da linguagem, usada pelas pessoas comuns, usadas nos escritos de testamentos, recibos de cartas, listas de compras, etc.
Na plenitude dos tempos Deus enviou Seu Filho (Gálatas 4:4) e usou a linguagem universal, comum, para comunicar o evangelho. O evangelho não pertence ao intelectual, pertence a todo o povo. Agora, torna-se nossa tarefa aprender a usar esta linguagem maravilhosa para que possamos dar a conhecer a graça de Deus a todos os homens.

Descrição

A língua grega tem uma longa e rica história que se estende desde o século XIII a.C. até o presente. A forma mais antiga da linguagem é chamada de “Linear B”.
A forma do grego usada por escritores de Homero (século VIII a.C.) até Platão (século IV a.C.) é chamada Grego Clássico. Era uma forma maravilhosa da linguagem, capaz de expressão exata e nuances sutis. Seu alfabeto foi derivado dos fenícios. O Grego Clássico existia em muitos dialetos, dos quais três eram primários: dórico, eólico e iônico.
À medida que a língua grega se espalhou pelo mundo e conheceu outras línguas, foi alterada, o que acontece com todas as línguas. Os dialetos também interagiam entre si. Eventualmente, esta adaptação resultou no que chamamos de grego koiné. Koiné significa “comum” e era a forma cotidiana da linguagem, usada pelas pessoas comuns, usadas nos escritos de testamentos, recibos de cartas, listas de compras, etc.
Na plenitude dos tempos Deus enviou Seu Filho (Gálatas 4:4) e usou a linguagem universal, comum, para comunicar o evangelho. O evangelho não pertence ao intelectual, pertence a todo o povo. Agora, torna-se nossa tarefa aprender a usar esta linguagem maravilhosa para que possamos dar a conhecer a graça de Deus a todos os homens.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.