Sobre o curso

Escola Bíblica Dominical é um curso que visa preparar o aluno para o propósito da EBD na igreja. Nesse curso tratamos sobre organização, espaço, treinamento de professores e o projeto de novas classes.


ATENÇÃO:
Este módulo é oferecido com aulas ao vivo apenas na data divulgada no Calendário Acadêmico: https://etebabi.com.br/calendario

What Will You Learn?

  • Organização da EBD
  • Preparação de temas e professores
  • História da EBD

About the instructor

Manoel Cano
Pr. Manoel Cano
Bacharel em Teologia, com Especialização em Ministério Pastoral, pelo Seminário Bíblico Palavra da Vida; Pastor Batista; Editor do Jornal "O Batista Bíblico"; Nascido em Campinas, SP, casado com Lilian com quem tem dois filhos: Érika e Felipe.

Course Curriculum

Aula 1 – Introdução – Propósito – Arrolamento
Curso de Gestão de EBD. O que é a Escola Dominical para você? Um departamento da igreja que tem que existir por tradição? Apenas umas classes para entreter as crianças? Um espaço onde as crianças podem brincar sem atrapalhar os mais velhos? Uma atividade opcional para o domingo de manhã? As pessoas vão quando não têm mais nada a fazer. Uma frustração? (um avião que nunca decola, uma moda que nunca pega, uma atividade desprestigiada pelos próprios crentes e até pela liderança da igreja, um elefante branco). Uma ferramenta poderosa para a evangelização e crescimento de sua igreja? Um meio da igreja se tornar relevante para a comunidade e alcançá-la em suas necessidades? Um meio de transformar radicalmente a vida das pessoas através do evangelho? Sua EBD funciona? Ela produz resultados satisfatórios? Está indo pra frente, está patinando no mesmo lugar ou voltando pra trás? Deveríamos mesmo manter uma estrutura que não funciona? É a pergunta de muitos (Ninguém senta num cavalo morto). O que é mais fácil? Dinamizar ou excluir a estrutura? Se a EBD não funcionar devidamente, tornar-se-á um peso morto, uma obrigação enfadonha para professores e alunos. Estará com seus dias contados. Como Definir a EBD A Escola Bíblica Dominical é uma organização da igreja, dirigida por oficiais e professores consagrados e aprovados pela igreja, organizada para um trabalho eficiente e disposta à obra em quatro fases: Primeiro: Alcançar o povo; Segundo: Ensinar a Bíblia; Terceiro: Ganhar os perdidos; Quarto: desenvolver os crentes através de serviço ativo. Escola Bíblica Dominical é a atividade mais importante do ministério dado à igreja cristã: Transformar vidas pelo evangelismo e ensino bíblico. Diferente da escola secular, ela não instrui apenas, ela educa, visando vidas transformadas pelo ensino bíblico. Por ser uma escola para todas as idades ela é capaz de dar uma formação moral e espiritual consistente ao longo da vida. A História da EBD Durante os vários períodos da história bíblica vemos sempre a importância que ocupou o ensino da Palavra de Deus ao povo. Também vemos os efeitos desastrosos quando ele foi negligenciado, como o período das trevas da Idade Média. O Movimento moderno da Escola Bíblica Dominical teve seu início em 1780 na cidade de Gloucester, no sul da Inglaterra. O fundador foi o jornalista evangélico Robert Raikes de 44 anos, redator do “Gloucester Journal”. Raikes foi inspirado a começar a escola dominical ao sentir compaixão pelas crianças de sua cidade, perambulando pelas ruas, entregues à ociosidade, ao abandono e ao vício, sem qualquer orientação espiritual. Nada diferente da situação de hoje! Tentava tirar as crianças da rua e conduzi-las ao local de reuniões. Ali era ensinada a Palavra de Deus, rudimentos de linguagem, aritmética e instrução moral e cívica. Raikes foi muito criticado por parte de líderes religiosos no princípio. Viam a EBD Como inovação e coisa desnecessária. Seu trabalho foi apoiado pelo batista londrino William Fox. Depois todas as demais igrejas viram o valor da EBD e a adotaram. A EBD passou a ter classes para todas as idades, inclusive para adultos. 3 Propósitos originais da EBD: 1. Trabalho Social 2. Alcançar as crianças com o Ensino Bíblico 3. Evangelização 4. O que faz uma EBD eficiente? O que é Gestão da EBD? Gestão de EBD é a atuação que objetiva promover a organização, a mobilização e a articulação de todas as condições materiais e humanas necessárias para garantir o avanço dos processos de aprendizado e crescimento na EBD. Nesse curso não trataremos de tudo o que diz respeito ao tema da EBD, que é muito abrangente. Vamos nos limitar a alguns princípios que, se aplicados, produzirão uma EBD eficiente e crescente. 1. Primeiro Princípio: A EBD Precisa Funcionar com Propósito: Ensinar a Bíblia, Alcançar as multidões Perdidas, Doutrinar e Mobilizar os salvos ao serviço cristão. a. Promover o estudo da Bíblia b. Ganhar os perdidos para Cristo. Fazer apelos nas classes (conduzir os convertidos à uma decisão pública no culto) c. Doutrinar os salvos d. Engajar os salvos no serviço cristão e. Missão da EBD: A Missão da Escola Bíblica Dominical é transformar pessoas comuns em discípulas de Cristo, através do ensino e prática da Palavra de Deus. 2. Segundo Princípio: Arrolamento constante de novos alunos. A EBD Precisa Encontrar o Povo. Onde descobrir novas pessoas? Alistamos algumas ideias. Veja quais são apropriadas ao seu grupo. a. Dentro da membresia (matricule todos os membros da igreja na EBD) b. Clubes Bíblicos para crianças e adolescentes nos lares (sábado à tarde) c. EBF d. Tarde Feliz (sábado no templo). e. Visitação, convite e evangelismo de crianças. f. Café com as crianças antes da EBD g. Campanhas na EBD h. Programas especiais: Dia das Mães, dos Pais, da Criança, Natal, Páscoa, EBF, Conferências, Noite dos Talentos, etc. i. Familiares dos membros e alunos que não participam da igreja j. Visitantes no templo k. Cultos nos lares (Priorizar casa dos novos e de visitantes que quiserem receber o culto em sua casa) l. Campanha de Núcleos de Estudo Bíblico nos Lares (4 semanas – 1 encontro por semana) m. Grupos Pequenos de estudo bíblico e comunhão n. Trabalho social no bairro o. Recenseamento p. Mutirão Missionário q. Conferências r. Grupo de Estudos para casais jovens. s. Estratégias Alternativas para penetrar a comunidade: Aniversários nos lares, Coral de Crianças, Aulas de violão, reforço escolar, aula de inglês, aula de informática, artesanato, escolinha de futebol e vôlei, Grupo de teatro, Programa de condicionamento físico (ginástica) para homens mulheres e idosos, Curso de Culinária, Curso de Corte e costura, crochê, Alfabetização de adultos, etc. t. Alguns dados estatísticos: i. De cada 3 alunos não crentes 1 é salvo no primeiro ano da EBD. ii. Nas igrejas onde o arrolamento da EBD é 50% maior que o número de membros da igreja a porcentagem de batismo é de 1 para cada 4. iii. Nas igrejas onde o arrolamento é igual ao número de membros a porcentagem é de 1 para cada 15. iv. Nas igrejas onde o arrolamento é de 20 a 30% menor que o número de membros, a porcentagem de batismo é de 1 para cada 23.

Aula 2 – Organização 1
3. Terceiro Princípio: A EBD Precisa Aumentar a Organização. Ela deve ir à frente de sua necessidade. (Tem 50, mas quer alcançar 100 alunos, organize-se para 100, quer 200...) A organização em várias áreas é fator que faz crescer. a. Organize a Secretaria (ela tem que funcionar de modo eficiente) i. Software de administração de EBD ii. Vários tipos de relatórios. iii. Fichas e Fichários atualizados iv. Todos têm que ser fichados: visitantes, alunos, membros da igreja, oficiais. v. O cadastro deve conter as seguintes informações: Nome completo, data de nascimento, sexo, Estado Civil, Endereço, Bairro, CEP, cidade, estado, Telefone, Celular, E-mail. Convidado por, frequenta alguma igreja? Qual? Gostaria de: 1. Receber informações sobre a igreja 2. Receber oração 3. Receber uma visita em minha casa? 4. Ser matriculado na EBD 5. Fazer parte desta igreja vi. Os secretários devem produzir dominicalmente listas de faltosos e de visitantes para os visitadores. Ausentes 1 vez devem receber um telefonema ou mensagem. Duas vezes em seguida, devem ser visitados vii. Secretários devem dar vários tipos de relatório e não somente o de presença. Quantas visitas aos alunos, decisões para Cristo, quantos batismos de alunos. viii. O relatório deve mencionar o número de alunos novos matriculados e desligados. 1. Matriculados 2. Ausentes (-) 3. Presentes (+1-2) 4. Alunos novos 5. Alunos desligados 6. Visitantes 7. Total (=3+4-5+6) 8. Bíblias b. Organize as salas de Aula i. O equipamento adequado produzirá melhor ¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬aprendizado: É preciso atualizar e equipar a EBD: Computador, impressora, quadros brancos, projetores, data show, quadro magnético, palco para bonecos, flanelógrafo, quadro de pregas, quadro de avisos, Software de gestão, etc Alguns desses equipamentos podem ser doados por membros, amigos ou entidades e outros podem ser fabricados por irmãos habilidosos. ii. Cuidar da questão da segurança do prédio. Muitas igrejas nunca compram equipamentos por medo de serem roubados. Essa questão precisa ser resolvida, senão impedirá a aquisição de equipamentos para a EBD e Igreja e seu consequente desenvolvimento. iii. O equipamento adequado produzirá conforto aos alunos e professores: 1. O Ambiente: Classes com piso, pintura, iluminação, ventilação e acesso adequados. 2. O Mobiliário: Cadeiras adequadas à idade, mesas, tapetes, cortinas, ventiladores, armários, etc. 3. Organize tudo: a. Um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar. b. Só guarde coisas úteis e que vai usar. c. Jogue fora coisas quebradas e que estão roubando espaço útil e precioso. d. Faça mutirões de arrumação, limpeza, manutenção, pintura, etc. e. Cuide muito bem da limpeza, principalmente do berçário, banheiros e cozinha. c. Organize o Currículo e Material Didático. A EBD precisa de literatura bíblica confiável e adequada para todas as idades. i. É preciso adotar um currículo. Não queira inventar a roda. (Ed. Cristã Evangélica, APEC, New Life, Editora Batista Regular). ii. Cuidado com o Sofisma: Na EBD vamos estudar somente a Bíblia! Muitos têm adotado este método, mas não tem tempo e professores capazes de produzir material diretamente das Escrituras. O resultado é que depois de algum tempo, não há continuidade e os alunos ficam sem um conteúdo programático de ensino, o que gera uma grande deficiência no ensino. Em outras palavras é melhor ter um currículo do que não ter nenhum. iii. É preciso investir no material. Incluam no orçamento a compra regular de material didático (Revistas, lições, visuais, etc.). Muitas vezes os alunos podem pagar suas próprias revistas, cabendo à igreja apenas comprar a revista do professor ou manual e recursos visuais. Outras igrejas subsidiam parte do custo da revista. Outras compram todo o material e oferecem gratuitamente aos alunos. iv. É preciso preservar e controlar o material que pertence à igreja e é retirado para uso dos professores. (Catalogar, arquivar, controlar). v. Celebre o dia anual de promoção. Alunos devem ser promovidos às novas classes. Certificado de promoção de aluno no final do ano.

  • EBD – Aula ao Vivo – 2º Dia

Aula 3 – Organização 2
d. Forme a Equipe: Uma Escola é um projeto que deve ser desenvolvido por uma equipe. i. Pastor ii. Superintendente (diretor) / Vice iii. Líderes de departamentos iv. Professores e auxiliares v. Pedagogo vi. Secretários de classes vii. Dirigente de música viii. Instrumentistas ix. Secretário / Vice x. Visitadores xi. Treinadores xii. Estagiários e. Organize o Trabalho de visitação da EBD. i. Superintendentes, vice, líderes de departamento, secretários, professores, auxiliares, estagiários e treinadores devem visitar. ii. Visitação de sábado à tarde (semanal, quinzenal ou mensal). iii. Noite semanal de visitação. iv. Todos devem entrar nas escalas de visitas. v. Nunca desligar aluno, a não ser por: morte, mudança, membresia em outra igreja. vi. Outras razões podem ser justificáveis para o desligamento do rol de alunos. Semestralmente se fará uma análise dos casos de desligamento e se procederá o tal, quando necessário. f. Organize Seus Alvos. (Elaborar propósitos e programas para alcançá-los. i. Os alvos para cada ano serão estabelecidos com base nos dados do ano anterior. (Você coleta dados – Não gostamos de relatórios...) ii. Alunos novos matriculados iii. Novas classes iv. Novos professores treinados v. Novos professores engajados vi. Novo espaço físico para crescimento (m2s) vii. Média anual de visitantes viii. Média anual de matriculados ix. Média anual de presença x. Decisões para a salvação xi. Batismos g. Organize o calendário e programa anual orientado para alcançar alvos. O calendário é de uma importância suprema. É responsabilidade do pastor e do superintendente da EBD. Os eventos no calendário mostram o que a igreja considera importante. Geralmente o que não está no calendário não será feito. i. Reuniões Mensal de planejamento e avaliação da Equipe de Coordenação da EBD ii. Reunião mensal de professores (sábado à tarde) iii. Noite de visitação semanal. iv. Semana anual de treinamento v. Final de semana de Curso Intensivo de Treinamento vi. Dia Anual de Promoção vii. Dia do Professor viii. Dia e Mês da EBD (abril – quarto domingo) ix. Escola Bíblica de Férias x. Não cancele as aulas da EBD por causa de Dias Especiais, mas use dias especiais para promovê-la e descobrir novos alunos. h. Organize o orçamento. i. Comece investindo em treinamento de professores e oficiais ii. Invista em material de ensino iii. Invista em equipamentos e mobiliário iv. Invista em novas salas. v. Tome como base as despesas com EBD do ano anterior e aumente o investimento a cada ano.

Aula 4 – Espaço – Treinamento – O Professor de EBD
4. Quarto Princípio: Providenciar espaço necessário: A EBD só crescerá à medida que houver espaço disponível. A lei dos 80% de ocupação. O pé e o sapato. a. Improvisar (cortinas, biombos, divisórias móveis, cozinha, salas indisponíveis, telheiro, gazebo, garagem do vizinho, Remanejar grupos às salas adequadas ao seu tamanho) b. Usar Garagem ou Alugar casa próxima. c. Redimensionar (dividir espaços com divisórias móveis duratex ou drywall) d. Reformar / Ampliar e. Construir visando a EBD (use padrão escolar de construção. As classes não devem ter todas o mesmo tamanho. f. Tenha espaços maiores que possam ser repartidos com divisórias. g. Se tiver um prédio bem construído para a EBD, talvez possa até ter na igreja uma pré-escola ou escola de ensino fundamental. Isso pode prover trabalho para membros, recursos para a igreja e influência na comunidade. Talvez você tenha pedagogos e professores na igreja que possam desenvolver este projeto. Em algumas cidades a prefeitura dá todo apoio à igrejas que querem ter escolas em suas dependências, sem interferência na gestão. 5. Quinto Princípio: Alistar e Treinar Obreiros Constantemente a. Subestimamos a necessidade de Treinamento Constante. Cada novo professor pode acrescer 10 novos alunos à EBD. b. Entrevistar (você pode ter pessoas capacitadas, mas não sabe, a entrevista de voluntários pode revelar coisas surpreendentes) c. Alistar (desafiar novas pessoas para ensinar, aproveite pessoas vindas de outras igrejas que eram professores, aliás em outras áreas também...) d. Treinar (Oferecer treinamento progressivo) e. Integrar exige envolvimento e participação para a formação de professores. (Os treinados devem ser integrados progressivamente no ministério da EBD: treinamento, estágio, auxiliar, professor ou oficial) f. Substituir (Estabelecer rodízio e substituições, ninguém é dono de classe, o professor é um servo, todo líder deve treinar um auxiliar para substituí-lo quando necessário) g. Alguns cursos de treinamento para professores: i. Doutrinas Básicas ii. Apascenta os meus cordeiros iii. Gestão da EBD iv. Processo de Ensino e Aprendizagem v. As 7 leis do ensino vi. O bom professor conhece seus alunos vii. Evangelismo pessoal viii. O ministério da visitação ix. O ministério de discipulado. x. APEC, Editora Cristã Evangélica e Capacitar tem cursos de treinamento. xi. Pague para que lideres façam cursos, que os capacitem a se tornar treinadores de outros na igreja. h. Responsabilidades dos Professores do Ministério Infantil i. Orar: pelos alunos, por visitantes, por conversões, pela igreja, outros professores e classes, dias e programas especiais, campanhas e alunos problemáticos, etc. ii. Estudar bem a lição, mesmo que seja conhecida ou repetida. iii. Ser Pontual: Em todos os cultos da igreja, reuniões e, principalmente chegar mais cedo na EBD para preparar a sala, o material e recepcionar os alunos. iv. Ser um Exemplo para os Alunos: No falar, no vestir, no procedimento, na reverência, na frequência, etc. v. Visitar: Os alunos faltosos, os visitantes e todos os alunos periodicamente. Fazer visitas pelo menos uma tarde por mês. vi. Procurar Ganhar todos os seus alunos para Cristo. Fazer apelo na classe e aconselhamento para os decididos, encaminhando-os à uma decisão pública e ao curso de batismo. vii. Ser fiel em todos os cultos, obrigações e responsabilidades como membro da igreja. viii. Dar amor e atenção aos alunos e seus pais. ix. Cultivar a sua vida devocional. Orar, ler, estudar a Bíblia e a lição diariamente. x. Ter Paciência e Tato para lidar com problemas, alunos e pessoas. xi. Ser Humilde. Aceitar sugestões, dar oportunidade para outros, estar pronto para aceitar mudanças e crescer. xii. Estar disposto e pronto para substituir o professor titular da classe ou de outra numa emergência. xiii. Avisar com antecedência quando for faltar. Passar o material com antecedência para o auxiliar se preparar para ensinar. xiv. Cuidar bem da sala de aula: Arrumação, móveis, paredes, enfeites, quadros e brinquedos. xv. Cuidar bem do material didático: Lições (não escrever nelas, nem perder figuras) flanelógrafos, quadros brancos, retro-projetor, cânticos, revistas, lápis de cor, etc. xvi. Dar bom testemunho fora da igreja. xvii. Incentivar os alunos a participar de Campanhas, Concursos, Ensaios, Passeios, Pic-Nics e Programas e a trazer seus pais e amigos. xviii. Obedecer as Orientações do pastor e autoridades e respeitar outros professores e membros da igreja. xix. Comunicar necessidades, problemas e bênçãos diretamente a liderança da EBD e ao pastor. Jamais murmure ou fofoque. xx. Fazer contatos nos cultos com os pais e alunos faltosos ou com pais e alunos novos ou visitantes. xxi. Manter contato por telefone ou e-mail com pais e alunos da classe. xxii. Anotar em ficha: nome, endereço, data de nascimento de todos os alunos e visitantes e encaminhá-los a secretaria. xxiii. Fazer a chamada com precisão e encaminhá-la a secretaria. xxiv. Incentivar seu auxiliar a desenvolve a habilidade de ensinar e liderar a classe, permitindo-lhe ensinar um domingo por mês. xxv. Respeite o Horário: Comece na hora. Não solte as crianças antes do horário para que não atrapalhem o culto ou outras classes que ainda estejam em aula. Não segure os alunos muito tempo depois da aula. xxvi. Antes do término da aula, faça um mutirão de arrumação da classe: Guarde material, lápis brinquedos, etc. Deixe a classe em ordem.

Aula 5 – Novas Classes – Projeto EBD
6. Abrir novas classes regularmente a. A EBD só abrirá novas classes se houver treinamento constante de professores. i. Novas classes atingem seu crescimento máximo dentro de poucos meses depois de sua organização. ii. Novas classes assegurarão contínuo crescimento. iii. Classes com qualidade crescem (Classes que suprem as necessidades espirituais dos alunos pelo ensino da Bíblia, oferecem companheirismo cristão, oportunidade para o serviço, crescem constantemente em visitantes, matrículas e alunos). b. A EBD só abrirá novas classes se providenciar espaço disponível. (2 m2 por aluno até os juniores, e 1 m2 por aluno dos adolescentes para cima, nos espaços usados para a EBD) c. A EBD só abrirá novas classes se for capaz de descobrir e arrolar novos alunos. d. Três modos de começar novas classes: i. Dividindo classes grandes ou que abrangem várias idades. ii. Dando a sala vazia para um professor treinado buscar os alunos (pode ser um líder de clube bíblico, ou de grupo pequeno de estudo). iii. Começando com alunos que estão inseridos em outras classes. Pode-se começar classes de visitantes, novos convertidos, casais, universitários, temas de interesse, com pessoas que estão inseridas em outras classes. e. Novas classes devem ser abertas para alcançar propósitos e grupos específicos: i. Classe de Integração: Integrar e Batizar ii. Classe de Batismo: preparar para o batismo iii. Classe para noivos e recém-casados. (Preparo para o casamento) iv. Classe para Casais Jovens: ganhar casais com filhos pequenos v. Classe de Berçário: para cuidar de filhos de casais novos. vi. Classe de Universitários: para ganhar universitários vii. Classe da Melhor Idade: para ganhar e socializar idosos. viii. Classe de estrangeiros: para evangelizar e integrar imigrantes (venezuelanos, haitianos, etc.) ix. Classe de deficientes auditivos, visuais, etc. x. Classe Single: para solteiros, divorciados e viúvos. xi. Dividir classe de adultos em homens e mulheres para fortalecer esses grupos dentro da igreja. xii. Classe de Treinamento de Professores e Oficiais f. Divisão Básica de Departamentos ou Classes de EBD i. Berçário (0-1) ii. Infantil (2-3) iii. Principiantes ou Pré Escolares (4 a 5 anos) iv. Primários (6 a 8 anos) v. Juniores (9-11 anos) vi. Adolescentes (12 a 17 anos) vii. Jovens (18 até 25 anos) viii. Adultos (mais de 25 anos) ix. Classe de Integração (Visitantes, Novos e batismo) x. Esta divisão básica por idade deve ser buscada, mas não é o fim. xi. Esses departamentos ou classes podem ser subdivididos por idade para se criar novas classes e ampliar o ministério. Conclusão 4 Propósitos da EBD: 1. Estudar a Bíblia 2. Ganhar os perdidos 3. Doutrinar os salvos 4. Treinar Obreiros 6 Princípios para uma EBD de Sucesso: 1. Propósitos Claros 2. Arrolar Novos Alunos 3. Organizar tudo. 4. Ampliar o Espaço 5. Treinamento de Obreiros 6. Novas Classes 6 Princípios para uma EBD de Sucesso (resumidos): 1. Propósitos 2. Arrolamento 3. Organização 4. Espaço 5. Treinamento 6. Novas Classes Não basta ter o ministério da EBD, ele precisa ser gerido de modo eficiente para que se possa alcançar o potencial máximo que ele pode oferecer em termos de resultados. O projeto de Gestão e expansão da EBD impactará diretamente no crescimento físico, espiritual, numérico e financeiro da igreja. Pastores em muitos lugares, mostram que a mais fácil, a mais lógica e a mais prática maneira de desenvolver uma grande igreja é tornar eficiente a Escola Bíblica Dominical. Bibliografia Washburn, A. V., Em Busca dos perdidos, JUERP, 3ª. Edição, 1986 Sisemore, Jonh T., O ministério da visitação, JUERP,4ª. Edição, 1990 Smith, Cathryn, Manual da Escola Bíblica Dominical, 4ª edição, 1984 Projeto de Desenvolvimento da EBD TAREFA: PROJETO PARA A EBD PARA OS PRÓXIMOS 5 ANOS O Projeto deve ser elaborado pelo pastor e pelo diretor e da EBD. Depois o projeto poderá ser compartilhado com a equipe da EBD para mais sugestões. Uma vez concluído deve ser amplamente divulgado à equipe da EBD e à igreja Faça um Projeto para os próximos 5 anos com alvos e avaliações anuais levando em conta a realidade atual e a aplicação de cada fator de crescimento abordado na apostila. O projeto pode seguir até o mesmo esboço da apostila abordando cada aspecto e personalizando-o para a igreja que vai aplicá-lo. Depois de fazer um projeto para 5 anos. Reescreva o projeto para o próximo ano levando em conta também o que pode ser feito de imediato (o que é urgente), o que pode se fazer no próximo ano e subsequentes, as prioridades (o que é importante). Não queira fazer tudo num ano, coisas importantes e permanentes geralmente levam tempo para fazer. Comece fazendo coisas que estão ao seu alcance de ser feito e planeje para realizar coisas maiores nos anos subsequentes. Persista no projeto e os resultados aparecerão. Estabeleça: 1. Propósitos (Ideais a alcançar) 2. Alvos Mensuráveis (metas que se pode medir com números e prazos), 3. Um programa (passo a passo com ações para alcançar os alvos), 4. Equipe (grupo da EBD) 5. Avaliações e correções. Roteiro para Projeto. Alvo do projeto: Desenvolver uma EBD que alcance crescimento contínuo e sustentável na qualidade e na quantidade. Alvo da EBD: Transformar pessoas comuns em discípulas de Cristo, através do ensino e prática da Palavra de Deus. O quádruplo objetivo da EBD em relação às pessoas: 1. Arrolar 2. Evangelizar 3. Ensinar 4. Treinar Seis Áreas Chaves que produzem o desenvolvimento da EBD: 1. Propósito: a. Nossa EBD está focada no quádruplo objetivo? b. Nossas decisões são norteadas por esses objetivos? c. O que estamos fazendo na prática para alcançar esses propósitos? d. Que passos podemos dar de imediato para alcançar esses propósitos? e. Sabemos para onde estamos indo? f. Como podemos divulgar para a igreja os propósitos da EBD? g. A EBD tem um projeto escrito? 2. Arrolamento a. Quantos alunos novos matriculamos o ano passado? E este ano? b. Quantos alunos desligamos o ano passado? E este ano? c. Estamos crescendo ou diminuindo? d. Qual é nosso gráfico dos últimos anos em novas matriculas, alunos presentes, visitantes? e. Quantos visitantes tivemos no ano? Quantos visitantes conseguimos matricular? f. Quantas visitas fizemos o ano passado e esse ano pela EBD? g. Quantas decisões para a salvação tivemos no ano passado na EBD? E este ano? h. Quantos Batismos de alunos da EBD tivemos no ano passado? Quantos este ano? i. Que estratégias temos usado para alcançar novos alunos? j. Quais estratégias podemos usar com maior facilidade? (Veja lista na apostila) k. Quais podemos desenvolver para o próximo ano? 3. Organização a. Secretaria i. Temos um local para secretaria para a EBD? ii. Nossa secretaria está organizada? (Veja esse ponto na apostila) iii. Nossos secretários são eficientes? iv. Que objetos, móveis e equipamentos precisamos comprar? (Faça uma lista por ordem de prioridade) v. O que precisamos fazer? vi. Que dados (informações) precisamos produzir? vii. Vamos usar um software? (Portal da EBD) viii. Vamos criar um grupo do whatsapp para os professores e oficiais da EBD? b. Equipamentos i. Que equipamentos precisamos comprar para as salas de aula? ii. Que equipamentos precisamos disponibilizar para uso dos professores? iii. Podemos produzir esse material, alguém pode doar ou vamos comprar? iv. Precisamos dar acabamento ou manutenção em nossas salas de aula? v. O que precisa ser feito em relação a: 1) Piso; 2) Pintura; 3) Iluminação; 3) Ventilação; 4) Acessos; 5) Isolamento acústico e térmico. vi. Nossas cadeiras estão adequadas às faixas etárias? vii. Que móveis precisamos comprar? Cadeiras, mesas, armários, tapetes, cortinas, ventiladores, ar condicionado, aquecedor, etc. viii. Nossas coisas estão organizadas (um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar)? ix. Precisamos fazer um mutirão de arrumação, limpeza, manutenção, pintura? Quando faremos? x. Nosso berçário, banheiros e cozinha são um exemplo de limpeza? Se não, como melhorar? c. Material Didático i. Seguimos um currículo? ii. Qual adotaremos? iii. Temos investido na compra de lições para os professores e alunos? iv. Em relação a compra de lições para os alunos: A igreja arcará com toda a despesa, subsidiará o preço das revistas para os alunos ou o investimento será pago totalmente pelos alunos? v. Em relação ao material pedagógico de uso dos professores (lições): Estamos catalogando, arquivando e controlando o material. Temos um arquivo ou armário com chave para guardá-lo? vi. Temos um certificado de promoção anual e por curso completado? d. Equipe i. Temos um sentimento de equipe na EBD? Como podemos desenvolvê-lo? ii. De acordo com a apostila, que cargos temos e que cargos precisamos incluir? iii. Temos pessoas qualificadas para isso ou temos que treinar? e. Trabalho de Visitação? i. Atualmente a EBD faz algum trabalho de visitação? ii. Que dias e com que frequência faremos a visitação da EBD? iii. Faremos uma escala de visitadores? iv. As visitas serão reportadas em relatórios e farão parte das estatísticas? v. Desligaremos pessoas sem visitá-las? f. Alvos i. Baseado nos dados deste ano e do ano passado estabeleça alvos para o próximo ano. Esses alvos dependerão de fatores como: Espaço disponível, novos obreiros treinados, estratégia para arrolamento, possibilidade de abrir novas classes. ii. Estabeleça alvos e programa (passos) para alcançá-los. iii. Qual será nosso alvo em relação à: 1. Alunos matriculados 2. Novas Classes 3. Novos professores treinados 4. Novos professores engajados 5. Novo espaço físico para crescimento, improvisado, redistribuído, construído, cedido ou alugado. 6. Visitantes na EBD 7. Média anual de presentes 8. Decisões para a salvação 9. Batismos de alunos g. Organize o Calendário e programa anual i. Calendário e programa devem ser orientados pelos alvos. ii. Ponha no Calendário anual: 1. Reuniões mensais de planejamento 2. Reunião mensal de professores 3. Noite de Visitação semanal 4. Semana anual de treinamento 5. Final de semana de curso intensivo de treinamento 6. Dia anual de promoção 7. Dia do Professor 8. Dia e mês da EBD (abril – quarto domingo) 9. Escola Bíblica de Férias 10. Classes de 5 dias nas férias. 11. Não cancele aulas por datas comemorativas. h. Organize o orçamento i. Tome como base as despesas com EBD no ano passado e a cada ano aumente o investimento. ii. Quanto investiremos no treinamento de novos professores? Quais são as prioridades neste treinamento? iii. Quanto investiremos no material pedagógico? iv. Quanto investiremos em equipamento? v. Quanto investiremos em novos espaços e salas? 4. Espaço Físico a. Quanto espaço físico temos para ensino na EBD (m2)? Use a fita métrica e anote o espaço das salas e ambientes disponíveis. Faça uma lista de cada sala, a metragem, e as possibilidades de uso. b. Que espaço podemos conseguir redistribuindo as classes e salas? c. Que espaço usado inadequadamente podemos recuperar? Que espaço ocioso podemos utilizar para novas classes? d. Que espaço podemos conseguir improvisando? e. Que espaços podemos conseguir reformando ou ampliando? f. Nosso projeto de construção deve seguir o padrão de construção escolar? g. Temos planos de usar nosso prédio educacional para uma pré-escola, escola fundamental ou outro projeto em benefício da comunidade? 5. Treinamento de Obreiros a. Temos pessoas capacitadas na área de pedagogia na igreja? b. Que pessoas temos que já atuaram como professores de EBD no passado, em nosso ou em outra igreja? c. Temos desafiado pessoas ao ministério de ensino na igreja? d. Temos valorizado o ministério de professor na igreja? e. Por onde vamos começar o treinamento de professores? f. Temos providenciado meios para um envolvimento progressivo (estágio) dos treinados? g. Temos feito um rodízio de professores, dando a todos um tempo de descanso e reciclagem? h. Nossos professores estão dando oportunidades aos auxiliares de crescer? i. Olhando para as sugestões de treinamento da apostila, quais seriam os cursos a fazer, pelas necessidades e prioridades? j. Temos tantos alunos e professores que poderíamos ter 2 escolas bíblicas em horários ou dias diferentes? 6. Novas Classes a. Já alcançamos uma divisão básica ideal de departamentos e idades? (Veja apostila) b. Que classes nos faltam para isso? c. Que espaço podemos conseguir para abrir essas classes? d. Já temos uma classe de integração para os visitantes jovens e adultos? e. Temos uma classe de Treinamento na EBD ou em outro horário? f. Quais meios usaremos para começar essas classes? (veja apostila) g. Que professores podemos colocar nessas classes? h. Se já alcançamos a divisão básica de classes, que outras podemos criar para alcançar propósitos específicos? (Veja lista na apostila) i. Temos espaço para duplicar classes já existentes? j. Já temos classes suficientes para criarmos departamentos? 7. Avaliações e Correções a. Nas reuniões mensais, ao final de cada semestre e ano deve-se fazer uma avaliação do projeto e fazer eventuais ajustes e correções. Projeto Pessoal Nome ________________________________________ Data ____/____/____ Responda as perguntas abaixo: 1. Por que razão você fez esse curso? a. ( ) Aprender mais b. ( ) Aprender a evangelizar c. ( ) Quero ser professor d. ( ) Aprender a ensinar crianças e. ( ) Trabalhar na EBD. e. ( ) __________________________________________________ 2. Você se considera um exemplo para atuar na EBD? ( ) Sim ( ) Não 3. Marque as áreas em que você é fiel: 1 – Muito 2 – Relativamente 3 - Pouco ( ) Hora devocional Diária ( ) Presença na EBD ( ) Presença no culto domingo à noite ( ) Presença no culto 4ª. Feira ( ) Dizimista ( ) Testemunha de Jesus sempre que pode. ( ) É submisso à autoridade 4. Assinale as áreas que você aprecia: 1 – Muito 2 – Relativamente 3 - Pouco ( ) Estudar a Bíblia ( ) Visitar pessoas ( ) Falar de Jesus às pessoas. ( ) Gosta de crianças ( ) Aprender coisas novas ( ) Ler 5. Como você pretende iniciar o seu ministério na EBD? ( ) Voluntariando-se para trabalhar como auxiliar de professor na EBD ( ) Ajudando como auxiliar ou professor nas classes de crianças no domingo à noite ( ) Ajudando como auxiliar ou professor nas classes de crianças na quarta à noite ( ) Ajudando como auxiliar ou professor em congregação ( ) Ajudando como auxiliar ou professor em EBF ( ) Ajudando como auxiliar ou professor em Clube bíblico aos sábados ( ) Ajudando como auxiliar ou professor em Classes de 5 dias. ( ) Trabalhando como diretor ou vice diretor de EBD ( ) Trabalhando como secretário ou vice secretário de EBD ( ) Trabalhando como dirigente de música de departamentos ( ) Trabalhando como instrumentista de classe ou departamento ( ) Trabalhando como visitador ( ) Trabalhando como treinador de professores ( ) Trabalhando como pedagogo ( ) Trabalhando como estagiário 6. O Que você acha que é a missão principal da EBD? (Marque só 1) ( ) Ensinar a lição ( ) Entreter as crianças na hora da EBD ( ) Ganhar seus alunos para Cristo ( ) Ser uma opção de ministério na igreja. Carta de Intenções Tendo feito o curso de Ministério de EBD – Escola Bíblica Dominical compreendo que esse ministério está diretamente ligado à missão da Igreja de Jesus Cristo e que é um modo simples e prático de ensinar a Bíblia, fazer discípulos e ganhar almas para Cristo. Apresento-me como voluntário para ser treinado e me envolver como obreiro aprovado neste ministério de minha igreja. Local __________________ dia ____ de ___________¬¬¬¬¬¬¬_______ de __________ ________________________________________________________ Nome Legível

  • EBD – Aula ao Vivo – 5º Dia

Questionário de Avaliação Geral do Curso
Questionário de Avaliação Geral do Curso

Student Ratings & Reviews

No Review Yet
No Review Yet
R$90

Materiais inclusos

  • Apostila;
  • E-books;
  • Resumo das aulas;
  • Exercício de fixação;
  • Tarefas.

Requisitos

  • O aluno precisa ter disposição e disponibilidade para aprender;
  • O aluno tem que ser disciplinado, em seu tempo de estudo;
  • O aluno tem que está com a mente e o coração prontos para o aprendizado;
  • O aluno precisar ter o "copo vazio" para poder ter as condições de aprender sobre a matéria. Pois se já vier com uma mente preconcebida de certos assuntos, ficará difícil o seu desenvolvimento;
  • E por fim, não menos importante, é necessário ter bons matérias (Bíblia de Estudo, Livros de Teologia, Dicionário Bíblico, Comentários, etc..), para ajudar no aprendizado.

Audience

  • Direcionado para missionários e pastores que desejam uma formação, se aprimorar ou adquirir conhecimento de Deus e de Sua palavra.